A história de um império

Amanhecer

Em Sandora foram reveladas diversas características do universo onde se passa a saga “O Império”. Trata-se de uma realidade diferente, apesar de manter diversas similaridades com a nossa.

As leis da física são, de certa forma, maleáveis, e o mundo, em si, não é exatamente um planeta, pelo menos não da forma como conhecemos. Mundos paralelos também existem, numa malha de realidade complexa que faz com que eles ora se aproximem e ora se afastem uns dos outros. Portais de ligação entre mundos diferentes podem se abrir de forma espontânea, bem como podem ser criados artificialmente, dependendo do nível de poder de quem tentar realizar essa proeza e estiver disposto a enfrentar as consequências.

Espalhada por diversos desses mundos paralelos, a raça humana tenta progredir, apesar da árdua luta pela sobrevivência nesse ambiente majoritariamente hostil. Em um desses mundos, foi fundado um país chamado Verídia, abençoado por uma entidade misteriosa e cultuada por muitos como uma espécie de divindade: a Grande Fênix.

Apesar de raramente ser vista, a influência da entidade foi grande. Guerras foram travadas e vencidas, monstros foram exterminados, exércitos inimigos foram subjugados e o império de Verídia se expandiu a ponto de conquistar todas as civilizações do mundo conhecido. E então, finalmente, aquele mundo encontrou a paz.

Agora, quase vinte anos depois, as pessoas colhem os frutos da prosperidade e do progresso. Saúde e educação são tratados como prioridade máxima, e postos avançados do exército imperial foram construídos em quase todas as cidades tanto para treinamento e capacitação quanto para fornecer instalações e equipamentos para médicos e enfermeiros. Escolas foram fundadas e mantidas pelos militares, que se tornaram a espinha dorsal do império.

Apesar da boa qualidade de vida das pessoas e da evolução da civilização de forma geral, algo preocupa os sábios. Detalhes da estrutura do universo que a maior parte das pessoas não percebe, mas que mostram um nível preocupante de transitoriedade em seus pontos mais fundamentais. Uma preocupante fragilidade. E, como em qualquer cultura humana, nem todos os sábios deste mundo têm boas intenções.

Maiores desdobramentos dessa história virão em breve, no volume 2 da série: Evander.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s