A Grande Fênix

Imperador

A Grande Fênix é a entidade mais popular do império, apesar de, segundo ela própria, não ser a única e nem a mais poderosa.

Relatos da existência de entidades poderosas podem ser encontrados em, praticamente, todos os períodos da história humana nesse mundo. Muitas delas usavam seus poderes para proteger ou auxiliar as pessoas, outras causavam morte e destruição, mas a maioria preferia se manter no isolamento, manifestando-se apenas em raras situações. Os estudiosos ainda não compreenderam como ou por que esses seres, praticamente divinos, aparecem e desaparecem com o passar dos séculos.

Os documentos mais antigos que citam a Grande Fênix datam de quase oito séculos atrás, uma era turbulenta marcada por batalhas titânicas entre pelo menos cinco diferentes entidades. Diversas lendas e histórias contadas até hoje falam que as enormes cordilheiras das Montanhas Rochosas e o Paredão de Gelo no extremo norte do continente tiveram sua origem nessa época. A Grande Fênix teria sido a única entidade a se preocupar em proteger os humanos e a influenciar as outras entidades a encerrarem o conflito. Com o fim da animosidade entre elas, as demais entidades passaram a ser raramente avistadas até desaparecerem por completo com o passar dos séculos, exceto pela Fênix.

Cultuada como uma deusa desde seu surgimento, a Grande Fênix costuma escolher um humano que seja sábio, valente e valoroso e o elege para receber uma parcela de seu poder, para que possa guiar e governar o povo. E esta é a origem do império de Verídia, que há muitos séculos é governado por pessoas que receberam a chamada “marca da Fênix”. Sempre que um imperador vem a falecer, um outro jovem é escolhido para ascender ao trono.

Mas outra coisa que sempre existiu é a diversidade de pontos de vista das pessoas. Ceticismo, ignorância e revolta levaram à separação dos povos em tribos, e, posteriormente, em nações rivais. Verídia foi, por séculos, apenas uma delas. Aos poucos, o império foi crescendo, anexando cada vez mais territórios até dominar completamente o continente, unindo todos os povos em um único país e, finalmente, trazer um fim aos desentendimentos, disputas e guerras.

O imperador de Verídia recebe diversos dons e habilidades especiais ao receber a marca da Fênix. Uma delas é a Forma Divina, onde o imperador é envolvido em chamas, assumindo uma forma bastante similar à da própria entidade, um grande pássaro de fogo, ganhando capacidade de voo além de diversas habilidades pirotécnicas. Outro poder recebido é a capacidade de sentir a chamada Vontade Divina, um sentido especial através do qual a Grande Fênix instrui o imperador, de forma silenciosa, a tomar certas atitudes e decisões, que geralmente se mostram benéficas para o império. É fato comprovado que a Vontade Divina sempre prioriza o bem estar do povo do império ao bem estar do próprio imperador, tendo em vista que mais de um portador da Marca da Fênix já precisou sacrificar a própria vida pelo império de acordo com instruções supostamente recebidas da própria entidade.

No início da saga de Sandora, o imperador de Verídia é Sileno Caraman, um homem obcecado tanto pela paz e ordem como pelo progresso. Com o fim da guerra, há mais de 20 anos, muitos imaginavam que o exército imperial deixaria de existir, mas Caraman surpreendeu a todos ao anunciar que as tropas seriam ampliadas e melhoradas. No entanto, o objetivo da organização agora era servir ao povo da melhor forma possível, passando a ser responsável pela saúde e educação do povo, assim, foram fundados milhares de hospitais e centros de treinamento e capacitação em todo o império. O próprio imperador nunca esclareceu se suas decisões em relação ao exército imperial eram vontade dele ou se ele estava apenas seguindo instruções da entidade.

Evander Nostarius, o protagonista do segundo volume da série, é um entre milhões de oficiais do império que usa o brasão da Fênix no peito do uniforme com orgulho. No entanto, um sábio uma vez disse que “nunca haverá real prosperidade enquanto uma nação não conseguir caminhar sozinha com suas próprias pernas”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s